Conduta policial será investigada em protesto contra prisão de ativista

Ravi Ragbir foi algemado e detido quando fazia uma visita de rotina ao escritório do ICE em Manhattan (NY)
Dezoito pessoas, inclusive dois vereadores municipais que tentaram bloquear o veículo, foram presas
Na sexta-feira (12), o ativista defensor dos direitos dos imigrantes, Ravi Ragbir, foi transferido para um centro de detenções do Departamento de Imigração (ICE) na Flórida. O Prefeito Bill de Blasio informou que a Prefeitura de Nova York investigará a conduta do Departamento de Polícia (NYPD) no controle do protesto realizado contra a deportação do ativista.
Ragbir, de 53 anos, foi preso durante uma visita de rotina ao escritório do ICE em Manhattan (NY), na quinta-feira (11), e está agendado para ser deportado para Trinidad & Tobago depois de viver 27 anos nos EUA. Enquanto ele era transportado para fora do Javits Federal Building em direção à uma ambulância na manhã de quinta-feira, centenas de manifestantes lotaram a rua, entoaram slogans e muitos confrontaram a polícia. Dezoito pessoas, inclusive dois vereadores municipais que tentaram bloquear o veículo, foram presas.
Uma fonte policial disse que a ambulância levou Ragbir ao Bellevue Hospital, mas não detalhou se ele recebeu qualquer tipo de atendimento. Mesmo assim, as autoridades embarcaram rapidamente o ativista num avião rumo à Flórida, apesar da petição de emergência apresentada pelo advogado dele junto à Corte Federal em Manhattan. O ICE alegou que o avião já estava no ar quando recebeu a ordem judicial determinando que o ativista não poderia ser transferido da jurisdição de Nova York.
Ragbir é diretor executivo da New Sanctuary Coalition of New York City. Ele recebeu a residência permanente em 1994, mas ela foi cancelada depois que o ativista foi condenado por remessa ilegal de dinheiro em 2000. Ele cumpriu 2 anos e meio de detenção, mas depois pediu ao tribunal para revisar o julgamento inicial, alegando que os jurados foram mal instruídos e que ele representação legal falha. Através de um comunicado, um porta-voz do ICE disse que Ragbir tinha “esgotado” todas as petições e apelos, portanto, seria deportado.
 
The post Conduta policial será investigada em protesto contra prisão de ativista appeared first on Brazilian Voice Newspaper.

Fonte: Brazilian Voice

FN