2ª Turma recebe denúncia contra Geddel e Lúcio Vieira Lima por lavagem de dinheiro

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) recebeu, na sessão desta terça-feira (8), denúncia apresentada no Inquérito (INQ) 4633 contra o ex-ministro e ex-deputado federal Geddel Vieira Lima, e contra seu irmão, o deputado federal Lúcio Quadro Vieira Lima (PMDB-BA), pela prática dos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Ler mais

STF decide hoje se acata pedido para julgar Geddel e Lúcio Vieira Lima

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) vão decidir, na tarde de hoje (8), se cabe à Suprema Corte julgar o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA); seu irmão, o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA); e a matriarca da família, Marluce Vieira Lima.

Ler mais

Comissão sobre economia colaborativa realiza audiência hoje

A Comissão Especial do Marco Regulatório da Economia Colaborativa promove audiência pública hoje para debater o tema. A comissão estuda formas de regulamentar modelos de negócio que levam em conta o compartilhamento, por meio de plataformas tecnológicas, de bens e serviços. O debate foi proposto pelos deputados Herculano Passos (PMDB-SP), (…)

Ler mais

Denúncias de agressão contra idosos em 2018 já representam mais da metade dos registros de 2017 em Juiz de Fora

Polícias Civil e Militar reforçam importância da denúncia no combate a esse tipo de violência, que é tema da ‘Semana do Idoso na cidade. Violência contra idoso é tema de debates em Juiz de Fora
SES/MT
Uma denúncia anônima interrompeu um caso de maus-tratos do filho de 37 anos contra a mãe idosa, deficiente visual e com dificuldades de locomoção em Juiz de Fora.
O caso do Bairro Grajaú entra para uma estatística que em apenas nos quatro primeiros meses de 2018 resultou em mais de 600 atendimentos feitos pela Polícia Civil na cidade- mais da metade de todos os casos de agressão contra idosos registrados em 2017.
O homem foi detido pela Polícia Militar (PM) e o crime, ocorrido no domingo (6), véspera da abertura da “Semana Municipal do Idoso”, seguiu para investigação no Núcleo de Atendimento ao Idoso da Polícia Civil.
De acordo com a Câmara de Vereadores, Juiz de Fora tem 80 mil pessoas idosas, o que corresponde a 14% da população e a violência contra os idosos será um dos temas de uma roda de conversa prevista para a próxima quarta-feira (9) no Dia Municipal do Idoso. (Confira abaixo a programação completa).
O G1 conversou com as Polícias Militar e Civil, que destacaram a importância de alguém intervir e comunicar às autoridades para que as providências sejam adotadas – desde o atendimento adequado às vítimas até a detenção dos responsáveis pelas agressões.
Núcleo de Atendimento ao Idoso da Polícia Civil será responsável por investigar caso de maus-tratos registrado contra idosa no domingo (6)
Polícia Civil/Divulgação
Quebrar o ciclo da violência
A intervenção ocorrida no Bairro Grajaú é considerada pela Polícia Militar (PM) um exemplo de ação imediata após recebimento de denúncia via 190 ou Disque-Denúncia Unificado (DDU), 181.
“Há todo um protocolo para esse tipo de caso. A guarnição não sai do local enquanto não fala com a vítima e verifica se está tudo bem. No registro de domingo, houve uma insistência para conseguir ter acesso à idosa e verificar como ela estava. Não havia registro anterior. Não sabemos há quanto tempo ela sofria isso”, ressaltou a assessora de comunicação do 2º Batalhão, tenente Sandra Jabour.
O registro de maus-tratos chegou à PM através de uma denúncia no Centro de Operações da Polícia Militar (Copom). Por isso, a tenente destacou a importância da denúncia para atender as vítimas e identificar os agressores.
“Estes casos de violência doméstica ocorrem no âmbito familiar, entre quatro paredes. Como a PM saberia? Muitas vezes a vítima está tão fragilizada, que não tem condições de denunciar o agressor. Eis a relevância da conscientização de outras pessoas, sejam vizinhos ou familiares, tomarem a iniciativa e intervirem”, destacou a tenente.
“A intervenção, com base na denúncia, quebra o ciclo de violência. Este caso, pontual, foi interrompido porque tivemos acesso à vítima. Se esta idosa continuasse naquela situação, talvez não fosse sobreviver. Mas quantos outros ocorrem e a informação não chega para nós?”, questionou a tenente.
Denúncias de maus-tratos podem ser feitas de forma anônima ao Copom de Juiz de Fora via telefone 190
Polícia Militar/Divulgação
Rede de acolhimento
O Núcleo de Atendimento ao Idoso da Polícia Civil registrou 619 atendimentos entre janeiro e abril deste ano. Em todo o ano de 2017, foram 1.027.
Inaugurado em 2016, o Núcleo trata de todas as infrações relacionadas ao Estatuto do Idoso. Se a pessoa preferir o anonimato, pode ligar para o DDU. Caso contrário, pode procurar diretamente o serviço, que funciona no 3º andar do Santa Cruz Shopping, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
“A gente vê que aumentou a procura, mas todo atendimento configura crime. Todas as denúncias são verificadas pessoalmente pelos policiais. Há situações em que a investigação fica a cargo de outra delegacia. O núcleo realiza o primeiro acolhimento e o encaminhamento adequado da situação”, explicou a delegada regional de Juiz de Fora, Patrícia Ribeiro de Souza Oliveira.
Ela destaca que a atuação do núcleo vai além do âmbito criminal. Também há busca pela conciliação nos casos onde isso é possível.
“Neste ano, já realizamos 64 mediações entre idosos e familiares, tentando resolver conflitos por meio do diálogo e da conciliação, para alcançar uma solução pacífica. Temos um psicólogo no núcleo e, quando é necessário o apoio de Serviço Social, encaminhamos para a Prefeitura”, relatou.
Delegada Regional de Polícia Civil Patrícia Ribeiro
Polícia Civil/Divulgação
A delegada regional de Juiz de Fora, Patrícia Ribeiro de Souza Oliveira, ressaltou a necessidade de um trabalho integrado entre diferentes setores para a proteção dos direitos dos idosos.
“O núcleo trabalha de forma conjunta com as organizações voltadas para os direitos dos idosos. É necessária esta rede porque vários casos revelam problemas mais graves, que demandam ações que nem sempre competem à polícia. Dessa forma, os setores de apoio acolhem o idoso e os familiares para o atendimento adequado”, destacou.
Envelhecer com qualidade de vida
A programação da “Semana Municipal do Idoso”, organizada pela Comissão Permanente de Defesa dos Direitos dos Idosos da Câmara de Juiz de Fora, começou nesta segunda-feira (7) e segue até sexta-feira (11).
“Diante do envelhecimento da população, temos procurado a interação junto à sociedade. Envelhecer com qualidade. Precisamos fazer com que as nossas pessoas idosas continuem ativas e participativas”, destacou a presidente da comissão, a vereadora Ana Rossignoli (PMDB).
“A violência e o Estatuto do Idoso” será um dos temas debatidos na roda de conversa “O idoso e a cidade”, prevista para quarta-feira (9), Dia Municipal do Idoso. Dezoito pessoas acima de 60 anos vão ocupar as cadeiras dos vereadores no plenário da Câmara.
Além da violência, serão debatidos os temas “Envelhecer com saúde”, “Mercado de trabalho e inclusão na sociedade”, “Acessibilidade e o trânsito, “Cultura, turismo e lazer” e “Atendimento ao idoso e assistência social”.
A Semana terá palestras, culto inter-religioso, oficinas, atividades físicas e de socialização, além de show de prêmios e baile para os idosos.
Além dos integrantes do Legislativo, participam da comissão a Secretaria de Transportes e Trânsito (Settra), Comissão Municipal de Educação e Segurança no Trânsito (Comset), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e diversas entidades de apoio aos idosos.
Roda de Conversa no plenário da Câmara será um dos eventos da Semana Municipal do Idoso em Juiz de Fora
Câmara Municipal de Juiz de Fora/Divulgação
Programação
Terça-feira (8)
8h30 às 10h30: Oficina “O ambiente do idoso”
Local: Pró-Idoso
14h às 17h: Show de Prêmios Solidário
Local: Pró-Idoso
Entrada: 1kg de alimento
Quarta-feira (9)
8h às 9h: Atividades Físicas e de Socialização
Local: Praça Antônio Carlos
10h: Palestra sobre “Envelhecimento e seus olhares” com Lidiane Charbel Peres
Local: Casa dos Conselhos
14h30 às 17h30: Roda de Conversa com o tema “O idoso e a cidade”
Local: Plenário da Câmara
Quinta-feira (10)
8h às 11h: Manhã de Lazer
Local: Instituto Metodista Granbery
14h30: Grupo Juiz de Fora em Serenata
Local: Plenário da Câmara
15h: Palestra sobre “A perda de memória da pessoa idosa” com o médico geriatra Antônio Godinho
Local: Plenário da Câmara
Sexta-feira (11)
14h às 18h: Baile do Idoso
Local: Círculo Militar
Entrada gratuita

Ler mais

Finanças e Tributação debate empréstimos de bancos públicos a outros países

A Comissão de Finanças e Tributação debate nesta quarta-feira (9) empréstimos dos bancos públicos brasileiros para outros países. O debate atende a requerimento do deputado Hildo Rocha (PMDB-MA). O parlamentar destaca que denúncias em relação aos empréstimos concedidos por bancos públicos brasileiros a países estrangeiros ignorando requisitos técnicos resultou em (…)

Ler mais