Favela mais antiga de Buenos Aires passa por urbanização para ‘sair do isolamento’

Image caption Villa 31 fica no coração de Buenos Aires, entre a Recoleta e Puerto Madero | Foto: Reprodução/Prefeitura de Buenos Aires Nas proximidades da estação de trem de Retiro, no coração de Buenos Aires, se encontra uma das mais antigas e maiores favelas da capital argentina.

Localizada entre a Recoleta e Puerto Madero, bairros nobres da cidade, a Villa 31 surgiu nos anos 1930, atraindo um grande fluxo de migrantes pobres da América do Sul – sobretudo bolivianos, peruanos e paraguaios. ‘Carrego seu filho por R$ 100 mil’: o mercado online da barriga de aluguelÓleo de coco é realmente saudável?Apesar da localização central, a comunidade vive uma espécie de isolamento em relação ao resto da capital: poucas autoridades se aventuravam na região, que é alvo até hoje de disputas do tráfico de drogas.

Semelhante a tantas outras favelas latino-americanas e brasileiras, a Villa 31 passa agora por um ambicioso – e também polêmico – plano de reurbanização, que conta com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), do Banco Mundial e do governo portenho.
“Era como se a Villa 31 não existisse para o restante da população de Buenos Aires.

Fonte: BBC

FN