‘Reage, Rio!’: Educação é chave para criação de ambiente empreendedor

Flavia Barbosa, Andre Carvalhal, Marcos Neme, e Lidia Goldenstein Foto: Julio Cesar Guimaraes / Agência O GloboRIO – A criação de um ecossistema que fomente o empreendedorismo e a economia criativa no Rio passa necessariamente por mudanças no sistema de ensino e na forma de como a educação interage com o mundo moderno, priorizando uma formação mais conectada à economia contemporânea. Essa foi uma das conclusões do debate promovido ao fim da mesa “Economia Criativa”, do evento Reage, Rio!, realizado nesta quinta-feira no Museu do Amanhã, no Centro. O seminário é uma realização do GLOBO e do EXTRA.
Para Lidia Goldesntein, vice-presidente da Fundação Bienal de São Paulo, a educação é a peça fundamental para fazer com que o Rio dependa menos de funcionários públicos aposentados, uma herança da época em que a cidade era capital da República, e mais de novos empregos, conectados a setores mais modernos e dinâmicos.
– Tem que começar pela educação. Em dez anos, teremos uma nova geração. A indústria velha, como a siderurgia e a automotiva, ainda têm peso e conseguem captar atenção e recursos do governo. Temos que fomentar as novas indústrias, como a de games, que podem ajudar, inclusive, em projetos de inserção social.

Fonte: Extra Online

Comentários Facebook

FN