Em livro, médico compara indústria farmacêutica ao crime organizado

DivulgaçãoO médico dinamarquês Peter C. Gotzsche critica as atitudes da indústria farmacêutica no livro , lançado pela Bookman Editora.
O autor expõe em detalhes os desvios desta indústria em todo o mundo e traça um panorama sobre como ela vem corrompendo a área da saúde.
Na obra ele destaca as estratégias obscuras adotadas para impulsionar a venda agressiva de medicamentos e revela dados que comprovam uma falha geral no sistema ligado à corrupção e à regulação ineficaz de medicamentos.
Ocultação de provas, manipulação de preços além de utilizar ensaios clínicos para destacar os benefícios e minimizar os danos dos medicamentos são algumas dessas práticas apresentadas e criticadas na obra.
Ele também aponta soluções, como a independência dos agentes reguladores, o incentivo de avaliações dos medicamentos por organizações do setor público, além de promover a gestão dos conflitos de interesse, expondo os vínculos financeiros entre empresas do setor, médicos, associações e pacientes.
O autor chama atenção para o excesso de dependência de drogas, nos dia atuais ao mesmo tempo em que sobram alternativas para driblar problemas de saúde, como mudanças na dietas, no estilo de vida e adoção de exercícios físicos.

Fonte: Folha de S.Paulo

Comentários Facebook

FN