China lidera os indicadores mundiais de patentes e propriedade intelectual

A apresentação de patentes, marcas e desenhos industriais em todo o mundo atingiu níveis recordes em 2016, com forte demanda da China, revelou nesta quarta-feira (6) a Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI), em seu último relatório. No ano passado, 3,1 milhões de pedidos de patente foram registrados, representando um aumento de 8,3%. É o sétimo ano consecutivo de altas. A informação é do Centro de Notícias da ONU.
Os pedidos de marcas registradas, que totalizaram cerca de 7 milhões, e o registro de projetos industriais, que atingiram quase um milhão, também aumentaram. Este dinamismo no campo da propriedade intelectual é impulsionado pela China, que submeteu mais pedidos de patentes do que a soma dos apresentados pelos Estados Unidos, Japão, Coreia do Sul e Instituto Europeu de Patentes como um todo.

Saiba MaisConselho de Segurança da ONU analisará anúncio sobre Jerusalém nesta sexta-feiraLíderes mundiais firmam pacto contra poluição na Assembleia Ambiental da ONU
“Cada vez mais, a China está entre os líderes em inovação e desenvolvimento de marca em todo o mundo”, disse Francis Gurry, CEO da OMPI.
Depois do país asiático, o maior número de pedidos de patentes veio dos Estados Unidos, Japão, Coréia do Sul e Europa.

Fonte: Agência Brasil

Comentários Facebook

FN