Mudança no Facebook terá efeito “arca de Noé”, dizem analistas

13/01/201802h00A aposta do Facebook em priorizar posts de amigos e familiares, em , terá um efeito “arca de Noé” no tipo de conteúdo a ser valorizado pela plataforma, segundo especialistas ouvidos pela Folha.
A intenção é botar abaixo o ambiente que propiciou a proliferação de notícias falsas, em especial no processo eleitoral dos Estados Unidos.
Só sobreviverá quem produzir material que se destaque na interação com o usuário. Todo o resto será levado embora –o problema é que o movimento arrisca afogar não só as notícias falsas, mas também de qualidade.
“É um momento de inflexão do Facebook, num esforço significativo. Mas as notícias verdadeiras podem ser levadas na mesma água”, diz Rosental Alves, professor da Universidade do Texas e diretor do Knight Center para o Jornalismo nas Américas.
A mudança anunciada nesta quinta (11) gerou queda de 4,89% nas ações da companhia (a maior em mais de um ano) e ocorre em um momento de criticismo à forma como empresas de tecnologia se posicionaram diante das notícias falsas, ou “fake news”, nas eleições dos EUA.
As plataformas foram usadas para a proliferação de falsidades sobre os candidatos e o fomento da discórdia entre os eleitores.

Fonte: Folha de S.Paulo

FN