Estados dos EUA afrouxam leis e viram paraísos fiscais

14/01/201802h00No Brasil, há quem se arrepie ao ouvir a sigla “DoJ”, acrônimo para o Departamento de Justiça do governo americano –responsável por investigações de lavagem de dinheiro e corrupção internacional, como o caso Fifa.
Apesar de o país ser considerado uma referência no tema, porém, quatro Estados americanos vêm se tornando um novo paraíso fiscal para empresas de fachada, cujos donos permanecem sob anonimato graças a leis locais.
É o que mostra um relatório recente do Hudson Institute, centro de estudos sediado em Washington.FolhapressBolha Fiscal Mercado ArteSob o argumento de criar um “ambiente pró-negócios”, os Estados de Delaware, Nevada, Wyoming e Dakota do Sul afrouxaram leis locais e vêm permitindo o registro de milhares de companhias anônimas. “É uma corrida para baixo”, diz o jornalista Casey Michel, autor do relatório.
Em sua investigação, Michel encontrou uma empresa de offshores em Nevada cujo slogan é “Negócios sem fronteiras” e “Controle tudo; não possua nada”.
Visitou também uma casa de tijolos à vista numa cidade de 60 mil habitantes, que serviu de base para uma empresa do ex-primeiro-ministro da Ucrânia Pavlo Lazarenko, acusado de corrupção.

Fonte: Folha de S.Paulo

Comentários Facebook

FN