‘Deram espaço para o Pedro fugir’, diz mãe que foi ao Líbano repatriar filha

Cláudia foi ao Líbano para repatriar Gabriella, de 13 anos Foto: Arquivo pessoalA mãe que foi ao Líbano repatriar a filha sequestrada pelo pai está em desespero depois que as autoridades não conseguiram encontrá-lo. Num vídeo enviado ao GLOBO, Cláudia Boutros, de 39 anos, clama por apoio do governo brasileiro em cobrar da polícia libanesa uma posição mais enérgica. A estudante frisou que nem o adovgado que a representa naquele país a recebeu. Perdida numa situação da qual não sabe como sair, Cláudia pede ajuda do Itamaraty para ser informada sobre a localização de Gabriella, de 13 anos.
O pai de Gabriella, Pedro Boutros, sequestrou a menina quando ela tinha 6 anos e a levou para seu país de origem. Acreditava-se que eles ainda estivessem vivendo lá, mas agora seu paradeiro é desconhecido. Cláudia contou que foi com o cônsul brasileiro no carro diplomático até Trípoli, no Norte do país onde sua filha vive desde 2010. De acordo com ela, quando uma advogada e o oficial de Justiça foram à casa onde seu ex-marido mora, a mãe dele os recebeu e afirmou que Pedro não está naquele endereço e que se mudou para outra cidade.

— Deram espaço para o Pedro fugir.

Fonte: Extra Online

Comentários Facebook

FN